Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

The Watcher Of Dreams

The Watcher Of Dreams

19
Jan18

O movimento #MeToo

C.

Tenho tentado evitar este assunto com todas as minhas forças, mas estou um bocado cansada das notícias.

Sou da opinião que a roupa suja não se deve lavar em público. Reconheço que quando se começam a denunciar as coisas na praça pública, os resultados são muito mais efectivos. No entanto, temos que pesar os dois lados da balança.

Acredito piamente que alguns relatos sejam verdadeiros. Também acredito piamente que muitas mulheres tenham feito certas coisas para chegar onde chegaram. Vá lá, sejamos todas honestas aqui uns minutos. Nós sabemos perfeitamente que o assédio é real e todas nós já sofremos, de uma forma ou outra, com isso. Mas todas nós sabemos que quando queremos alguma coisa, conseguimos tê-lo. Seja a bater as pestanas, a sorrir mais ou a chorar. E todas nós sabemos que há muitas mulheres que vão muito mais longe pelo que querem.

Portanto, ponto assente: há histórias que são verdade, outras que não são. As histórias que não são reais vão prejudicar as carreiras que muita gente custou a construir. Estou-me a borrifar para quem fez mesmo porcaria, as carreiras que caiam por água abaixo. Mas a vida completa de uma pessoa ir por água abaixo porque uma mulher decidiu que se arrependeu do que fez? Não concordo. Não concordo e acredito que haja muitos casos assim.

Eu tenho uma amiga que se convence, literalmente, de que as coisas aconteceram, quando não aconteceu nada. E como ela, centenas. Basta uma dessas vir a público fazer uma acusação e a vida de uma pessoa é destruída. Num segundo. A credibilidade de uma pessoa completamente destruída.

Isto já roça o ridículo. Há formas de lidar com as coisas e este assunto não está a ser tratado da melhor forma.

Mais sobre mim

foto do autor

Free Delivery on all Calendars at the Book Depository