Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

The Watcher Of Dreams

The Watcher Of Dreams

10
Fev18

Comprar casa

C.

Já vos estou a ouvir a sério. Comprar casa, com 24 anos? Com contrato anual? Completamente chanfrada, a miúda.

Uma coisa que os meus me incutiram desde pequenina e, acho eu, mais a mim que ao meu irmão, foi o lutar por ter algo nosso. Foi por isso que comprei o carro novo em vez de ir explorar as opções de leasing que existem actualmente.

Há sete anos que partilho casa. Além de partilhar casa, durante cinco desses anos partilhei um quarto com mais duas pessoas. Neste momento, partilho casa com mais três raparigas que adoro do fundo do meu coração. Adoro a casa e adoro os senhorios. A questão aqui é que estou a chegar a um ponto de ruptura. A minha existência resume-se ao quarto, cozinha e casa de banho. Não temos sala. Não passam recibos. Um grande naco dos meus rendimentos anuais desaparece para um buraco negro, que envolve o crédito do carro e a renda da casa. Mas ao menos o carro vai ser meu. As minhas malas de viagem têm que estar no roupeiro, o que faz com que deixe de ter arrumação para outra coisas. Não tenho arrumação. Tenho que avisar se quiser levar alguém lá a casa. Não convém fazer jantares com amigos, para não incomodar ninguém. Os meus pais não me vão visitar porque não se sentem à vontade. Claro que viver com outras pessoas tem vantagens. Mas há sete anos que ando a fazer isto e, parecendo que não, começa a custar. Sinto-me fechada. Sinto-me presa. Faz-vos sentido?

Fiz uma experiência a semana passada. Todos os dias fui ver preços de casas para alugar. Todos os dias entram dezenas de anúncios nos cinco sites diferentes que andei a ver. Quantos deles incluem apartamentos a preços que eu posso pagar? Menos de 1%. 

Há cinco anos atrás, não teria qualquer problema em, com o ordenado que tenho, arrendar um apartamento nos arredores de Lisboa. Hoje e daqui para a frente é, simplesmente, impossível.

Falei com os meus pais. Expliquei-lhes exactamente o que acabei de vos explicar. Acrescentei que provavelmente vai-me acontecer com o "comprar casa" o que está a acontecer com o "arrendar": eventualmente não vou ter qualquer poder de compra para tal, porque os preços não param de subir. Não estou para partilhar casa até aos 30 anos. Quero a minha independência total. 

Vivo na zona do Tagus Park, Lagoas Park e Quinta da Fonte. Parques empresariais que empregam centenas de pessoas. Em Junho, a Google vai para o Lagoas. Estão a ver o que vai acontecer aos preços das casas? Exactamente. Por isso, estou à procura de casa, exactamente nessa zona. Porque ainda existem alguns apartamentos com condições espectaculares e a preços óptimos.

O que é que tenho a perder? Só tempo. Se me recusarem o empréstimo, recusam, paciência. Os meus pais ofereceram-se para ser fiadores. 

Já tenho duas visitas marcadas. Enviei algumas mensagens. Um dos meus Top 3 é uma das visitas. Faltam dois. 

Tenho a perfeita noção daquilo em que me estou a meter. Vou tentar jogar com o que tenho e pronto.

Sempre fui de mergulhar de cabeça. É só mais um mergulho.

8 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Free Delivery on all Calendars at the Book Depository