Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

The Watcher Of Dreams

The Watcher Of Dreams

07
Abr18

Coesão de equipa

C.

Lá na empresa, a minha equipa é uma das melhores.

Não propriamente em termos do trabalho que fazemos, porque o nosso projecto é pequenino, mas pela coesão que existe entre nós os três. Apanho frequentemente outras pessoas a olharem para nós e a observarem a forma como interagimos. A esconderem sorrisos pelo que nos ouvem dizer. 

Cada um tem uma função muito específica e completamo-nos todos muito bem. O que falta a um, o outro tem. Eu e a minha colega temos mau feitio. Ela fica chateada quando a metem a programar, porque odeia fazê-lo. Eu fico chateada quando tenho um problema que não consigo resolver ou quando digo uma coisa ao meu chefe e ele insiste em ver com os próprios olhos para confirmar. Mesmo com os maus feitios, as respostas tortas e a voz a levantar, damo-nos tão bem que é complicado explicar. Porque já nos conhecemos muito bem e confiamos plenamente no trabalho uns dos outros.

O PM (Project Manager) referiu ontem numa reunião que está fora de questão qualquer um dos três sair daquela equipa. Sim, podemos ser postos noutro projecto, mas ninguém nos tira dali. Em grande parte por causa da forma como interagimos uns com os outros.

Os projectos são feitos de pessoas. Para funcionarem bem, quem lá está tem que funcionar bem. O trabalho em equipa é absolutamente fundamental. Quando tu sabes que, fora de horas, podes ligar a qualquer elemento da tua equipa a pedir ajuda para um problema pessoal, isso diz muita coisa sobre a forma como o trabalho aparece feito.

Tenho muito orgulho no trabalho que temos feito e na forma como o temos feito. Sim, vamo-nos aos arames cinquenta vezes por dia. Mas não nos vamos mesmo aos arames, é assim uma relação de amor-ódio como acontece com as famílias. Sejam quais forem as opiniões internas, se houver um problema, a frente está unida. Trabalhar assim dá gosto.

É exactamente por isso que sou a pessoa que mais se ri durante o dia naquele escritório. Dá-me um gosto danado quando vejo outra pessoa, que se calhar nem nos diz bom dia, a sorrir por causa da forma como nós lidamos uns com os outros. Faz-me o dia. Digo-vos que gostava de filmar um dia nosso para vos poder mostrar.

Mais sobre mim

foto do autor

Free Delivery on all Calendars at the Book Depository